Roteiro Europa

NÃO SE STRESSE; MONTO SEU ROTEIRO PARA EUROPA E FAÇO ORÇAMENTOS POR R$:150,00 ESCREVA ME: jonasschwertner@hotmail.com

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Aplicativos Viagens - Ipad, iphone e outros

Aplicativos viagens


Hoje com a tecnologia disponível houve uma facilidade para quem viaja. E estas ferramentas estão ai para isto.  Agora vou falar alguns aplicativos que eu uso e ajudam muito para quem vai  viajar ou esta viajando.

Conversor de moedas: Eu uso o Currency é de graça e eu vou colocando nos favoritos os países que vou visitar. E ai fica fácil você ter como referencia quanto esta pagando. Claro que se você for apenas países de moeda única não precisa tanto mas se vai para vários países e cada um tem moeda diferente

Mapas: Eu uso o CityMaps2go eu uso a versão paga que permite você baixar quantos mapas quiser e o ótimo dele que depois que você baixou ele funciona offline. Ou seja você abre o mapa espera pegar sinal de ou de satélite outriangulação de torres celular (não precisa ter chipp fone funcionando ou qualquer um. Usei aparelho sem ter chipp) ou por wiffi . Entre outras funções não apenas de mapas ele mostra sua localização que já mencionei e você pode procurar desde restaurantes que estejam próximos, atrativos e tem resumo sobre cada um deles. Valor dele foi U$:2,99 e já usei até na Mongólia.


Clima e tempo: The Weather Channel: Uso ele muito. Deixo salvo cidade em que eu moro e tenho opção de marcar outras como principais. Mas uso mais na opção de viagens. Marco as cidades e as datas que eu vou estar La. Ele alem de mostrar o clima hoje como esta da prognostico para as datas. São varias opões nele e é de graça.
Tem outros de menor importância mas estes 3 me suprem em quase tudo que eu preciso.  Tem ferramentas para ver passagens e tudo mais mas ai vai de que tipo de transporte que você quer e tal.

Outros aplicativos que recomendo:

Tradutor: Se você não domina baixe o do google. Mas vai precisar de internet para funcionar. Mas pode ajudar e muito.

Tripadvisor: Tem opções para passeios em algumas cidades e dicas.


Qualquer duvida me escrevam



Jonas Schwertner

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Romênia - Dicas e Relato de minha viagem

Romênia


Dicas sobre a Romênia


A Romênia sempre representada como terra do conde Drácula sempre foi uma rota para muitos viajantes. Tem fácil acesso logístico mas Brasileiros mesmo faz alguns anos que estão explorando. E descobrindo que não é apenas a casa do conde que se tem para visitar.
E para ajudar vou falar um pouco mais de como foi minha viagem para este país.

Visto

Brasileiros não precisam de visto.

Idioma

O Romeno é uma língua latina o que facilita e muito. Mas é bem desenvolvido no quesito que as pessoas falam mais que um idioma.

Dinheiro

Levei cartão e Euros. E preciso trocar pela moeda local. Alguns lugares aceitam Euro e cartão é bem aceito em grande parte dos lugares.

Como chegar a Romênia? E quais lugares visitar?


Para se chegar a Romênia é muito fácil. Existem muitos vôos e alguns com ótimos preços ligando as principais cidades da Europa e Oriente médio. Trem também é bem servida. Para quem esta em Budapeste é uma viagem não muito longa. E ônibus ligam a Europa toda. Mas ai é uma viagem bem cansativa.

O que visitar?

Castelo Dracula

Eu visitei apenas alguns lugares. Mas durante a viagem vi que tem muito mais para conhecer neste país.
A primeira cidade que visitei foi Brasov. Cidade que se você for pesquisar é a do conde Drácula mas chegando descobre que o castelo que ele morou fica em um vilarejo próximo. A cidade é bonita e vale a pena passar um dia visitando apenas ela. Passamos uma noite apenas. Depois que chegamos nos acomodamos fomos ao castelo do Drácula.

Tem muitos passeios que levam. Mas optei por ir ao terminal de ônibus e uma viagem de 01:30 já estávamos La. A vila de Bram é totalmente turística. Os preços também são para turistas mas não é tão caro como outras cidades da Europa. Estrangeiros é o que mais tem. Tem ótima variedade de restaurantes e muitas pousadas e alguns hotéis. Para quem estiver indo de automóvel vale a pena se hospedar por La se gosta de tranqüilidade. Mas como não tínhamos muito tempo...
A entrada ao castelo é paga, mas vale à pena. E este castelo já foi destruído pelos Mongóis. È Engraçado que depois que fui a Mongólia é uma visão diferente do mundo e ate onde eles conseguiram conquistar. Tiramos muitas fotos. È ai também que você descobre que o Drácula nasceu em outra cidade.
Depois do passeio voltamos a Brasov e aproveitamos mais da cidade. A noite na praça central tem ótimos restaurantes que vale a pena conhecer. E os preços são bons.

Ploiești castelo de Peleș


Depois e Brasov pegamos um trem e fomos a cidade de Ploiești. Na verdade não precisaria ter ido até esta cidade pois vi que depois tivmos que voltar para vistiar o castelo. Eu havia optado por me hospedar nesta cidade por um buscador de Hoteis. Foi uma furada. A cidade não tem nada. Agora a vila de Sinaia tem muitas opções para quem gosta de natureza.  Se você quer apenas ver o castelo pode pegar um trem e fazer um bate e volta. Sobre o nome do Castelo não é Peles mas este ș se pronuncia como Ch. O castelo é muito bonito. Mas como já conheço tantos outros não achei tão impressionante assim. Valeu a visita sim.

Bucarest


A Capital da Romênia foi uma boa surpresa. Foi a ultima cidade desta viagem que fiz em Junho de 2013. A cidade é bonita, bem organizada e a principio segura. Os atrativos para visitar históricos não são tantos. Mas tem uma ótima vida noturna com muitas opções de bares e tudo mais.  2 dias para visitar a cidade é suficiente.

Qual quer duvida me escrevam.

Jonas Schwertner

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Moldávia


Dicas sobre Moldávia






A Moldávia

Moldávia um país ainda desconhecido pela grande maioria dos brasileiros e também por pessoas de outros países. Mas que tem uma historia milenar e indústria de vinhos que impressiona por alguns números. Vou falar um pouco mais sobre minha curta passagem por este país que eu coloquei em minha lista que preciso voltar, pois não consegui conhecer praticamente nada do que eu queria. E como é um país que saiu do antigo bloco comunista ainda restam ruínas daquela época.

Sobre visto eu postei já em meu blog:


Como chegar a Moldávia


Por vôo: Não são tão econômicas as opções de vôos para lá. Mas quase todas as principais companhias aéreas que não sejam low cost voam para lá. O aeroporto esta próximo do centro da capital.

De Ônibus: Eu fui de ônibus partindo de Odessa no sul da Ucrânia e depois segui até Romênia. Tem ônibus de diversas cidades da Europa. Apenas não espere conforto dos Ônibus Brasileiros. Demoramos mais ou menos 4 horas com um micro onibus para ir. 

De Trem: São poucas opções. Tem de Kiev e de Odessa. Mas apenas um horário por dia.

O que visitar na Moldávia? E quanto tempo?

Eu deixei muito pouco tempo para moldávia. Hoje se fosse indicar eu indicaria de 3 a 4 dias pelo menos.  

A Capital Chisinau não é grande mas gostei.  2 dias para ela é suficiente. Mas a maioria dos atrativos


Vinícolas: A Moldávia é histórica produtora de vinhos e o que achei mais incrível é os recordes que eles tem.  Eu visitei a Mileştii Mici uma das duas principais.  O que é inacreditável nesta vinícola é que são mais de 200 km de túneis com vinhos. Visitáveis são 54 km que você precisa fazer de automóvel. Se você não tiver um precisa ir de taxi pois a vinícola não dispõem de nenhum. E reserve o dia para isto. Vale a pena.  E o preço dos vinhos é bom.  A segunda maior é a Cricova. Muito boa e famosa. Nos fomos de onibus e não pudemos fazer o tour interno. 


Tiraspol: Esta região que se auto declarou independência. Eu tinha planejado ir mas não tive tempo. Reserve um dia para conhecer a região. Eles tem moeda própria e tudo mais. Mas não é reconhecido.

Orhei: O Monasterio de Orhei é tombado pela Unesco e vale a pena um passeio. Vai gastar um dia para ir a cidade e voltar da capital. Não pude ir também e vou quando voltarei.

Idiomas

Para Moldavia encontrei muito mais pessoas que falam inglês e alemão que na Ucrânia e outros países da região. Apenas com Português e viajando sozinho não recomendo.

Hospedagem na Moldávia

A Moldávia por ser um país pequeno a melhor opção é se hospedar na capital e partir de lá para passeios. Tem variedade de Hoteis e o custo é bom. Ficamos em um hotel no centro. A recepção falava espanhol.

Segurança

Achei país muito seguro. As cidades são pequenas e vale a pena visitar. A cidade por ser pequena achei clima muito bom. 

Qualquer duvida me escrevam


Jonas Schwertner